O modelo cortininha é um clássico


biquini cortininha

Ainda que os anos passem e novos modelos surjam, o biquíni cortininha continua sempre entre as tendências dos verões.  O modelo favorito, principalmente pelo conforto, consegue oferecer uma diversidade de estampas e estilos em uma única modelagem.

No último ano, a febre deste clássico retornou com o incremento de pequenos babados nas extremidades, um novo estilo de amarração para parte de cima e combinado quase sempre com o novo fenômeno da calcinha empina bumbum.

A versatilidade é um dos pontos principais. A nova possibilidade de se amarrar não só atrás do pescoço, mas como um sutiã de lingerie, conquistou atrizes e celebridades que desfilam com a novidade pelas praias desde o ano passado. Essa variação pode ajudar as adeptas de uma marquinha, mas que as preferem em menor evidência.

Com todas a mudanças, desde o surgimento do biquini, o top cortininha foi um dos primeiros modelos a surgir com a criatividade brasileira, em 1980. Com a ajuda da tecnologia, os tecidos se aprimoraram e permitiram a colocação de bojo para conquistar mulheres com seios menores. Outras confecções, como de crochê, por exemplo, enfatizaram a versatilidade do modelo incrementando o estilo boho do beachwear.

Independentemente do estilo, ou tipo de corpo, todas as mulheres tem, ou ao menos já tiveram, esse modelo entre seus biquínis. Não apenas no Brasil, mas nas areais de todo o mundo o modelo se faz presente e concretiza o favoritismo que o torna o clássico da moda praia.

Previous A evolução do biquíni em seus 70 anos
Next O beachwear das celebridades americanas no feriado 4 de julho